FIEP OUVE DEMANDAS DA INDÚSTRIA DE ARAUCÁRIA

NATAL SOLIDÁRIO AECIAR
22 de dezembro de 2012
PÁSCOA SOLIDÁRIA AECIAR
10 de abril de 2013
Exibir tudo

Encontro reuniu representantes de empresas da Cidade Industrial de Araucária, o presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, visitou nesta sexta-feira (5) o município de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Seguindo a estratégia de aproximação para conhecer as demandas dos industriais de todo o Estado, Campagnolo se reuniu com representantes de companhias filiadas à Associação das Empresas da Cidade Industrial de Araucária (AECIAR) e visitou a unidade da fabricante de equipamentos de refrigeração Gelopar. O presidente da Fiep se encontrou ainda com o prefeito do município, Olizandro Ferreira.

Com um parque fabril composto por 770 empresas, que geram cerca de 28 mil empregos diretos, Araucária é um dos principais polos industriais do Paraná. “A indústria, quando se instala em uma localidade, traz um rastro de desenvolvimento e riqueza, como acontece aqui em Araucária”, disse Campagnolo. Segundo ele, o encontro com empresários na AECIAR, a exemplo dos que já foram realizados em outras regiões do Estado, é uma oportunidade para a Fiep conhecer as demandas do setor industrial. “Podemos conhecer de perto a realidade das indústrias e mostrar que, com união, podemos alcançar bons resultados”, declarou.

Para o presidente da AECIAR, Roberto Netz, a possibilidade de apresentar as demandas das empresas do município à Fiep é um caminho importante para que sejam buscadas soluções para alguns problemas enfrentados pelo setor industrial local. “Nosso objetivo aqui foi reunir o empresariado e a Fiep para levar nossos anseios à Federação”, disse o presidente da associação, que congrega 48 empresas instaladas na Cidade Industrial de Araucária.

De acordo com Netz, as indústrias de Araucária enfrentam basicamente os mesmo problemas encontrados em outras regiões do Paraná e do Brasil, como a elevada carga tributária e deficiências na infraestrutura. “Precisamos, por exemplo, de melhorias no anel viário do município e nos nossos acessos às rodovias que levam ao Porto de Paranaguá”, afirmou. Além disso, outra preocupação é com a capacitação dos trabalhadores. “A qualidade da educação fundamental precisa ser melhorada para garantir uma mão-de-obra mais qualificada”, afirmou.

Durante o encontro, o diretor do Senai no Paraná, Marco Secco, e o superintendente do Sesi e do IEL, José Antonio Fares, apresentaram uma série de produtos e serviços que o Sistema Fiep oferece para auxiliar no desenvolvimento das indústrias. Um dos aspectos abordados foram os cursos gratuitos disponibilizados pelo Senai dentro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criado pelo governo federal. Este ano, o Senai deve realizar 55 mil matrículas no Pronatec em todo o Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Associe-se